Vendas no Dia das Mães prometem movimentar o varejo

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 LinkedIn 0 0 Flares ×

2019 05 07 Vendas no Dia das Mães prometem movimentar o varejo

Em 2018 as vendas do Dia das Mães tiveram seu melhor desempenho em 5 anos, segundo dados da Google e SERASA. A data se destacou também em buscas na internet, quando comparada com outras datas sazonais – incluindo Natal e Black Friday. Aparentemente, muitas pesquisas ficam só nas buscas.

“O Dia das Mães é a data mais importante para o varejo no primeiro semestre, e fica apenas atrás do Natal em volume de vendas e faturamento”, segundo a CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas). Ou seja, tratando-se de vendas, ainda fica em segundo lugar, mas deve movimentar 24 bilhões de reais no varejo em 2019.

Leia também: Dia das Mães – Uma ótima oportunidade

Intenção de Compra

Uma pesquisa conduzida pela Google Survey, com 500 participantes em fevereiro deste ano, mostrou que:

  • 58% pretendem comprar no dia das mães,
  • 14% não comprarão,
  • 29% ainda estão indecisos,
  • e 45% declaram que gastarão mais que em 2018.

Dados estes que foram também confirmados por uma pesquisa realizada e janeiro deste ano pela OLX.

Quase metade dos consumidores compram os presentes na véspera ou no próprio dia. Segundo dados internos da Google (entre 2016 e 2018):

  • as buscas começam a aquecer 1 mês antes,
  • ganham maior tração 3 semanas antes,
  • e têm seu pico na semana que antecede o dia.

Compras no e-commerce

O e-commerce também vem ganhado muita força e o principal fator competitivo são os valores do frete, prazo e oferta de clique e retire na loja! Diante disso, aproveita a data para apresentar benefícios exclusivos para fidelizar clientes, promoções e conteúdos que incentivem novos olhares

Leia também: Benefícios do e-commerce: 5 motivos para integrar a sua loja física às vendas na internet

Varejo brasileiro não possui uma associação de marca clara com a data

A pesquisa da Google também mostra que os candidatos não associam a data com alguma grande marca – fica aí um insigth!

Outro indicador importante para as vendas nesta data é que não dá mais para falar sobre mães sem entender o contexto atual em que as mulheres estão inseridas. Elas ocupam novos espaços no mercado de trabalho e mantendo a posição de mãe e dona de casa.

Evidencia-se que cuidar de si mesma fica na maioria das vezes em último lugar. Segundo a pesquisa da Google, elas dedicam 5% do seu tempo para si mesma.

As mulheres ainda se sentem pouco representadas pelas propagandas que idealizam uma mãe perfeita, feliz e que dá conta de tudo com facilidade. Desta forma, investir em propagandas que evidenciem situações mais reais podem trazer um diferencial na hora da venda: “elas querem uma representação menos idealizada, mais verdadeira e inclusiva”, segundo Google – fica outro insigth!

Variedade da loja conta na hora de comprar

A variedade é chave na hora de escolher um local para a compra do presente, principalmente para aqueles indecisos. Novos eletroeletrônicos surgem nos últimos anos com maiores faturamentos, como os celulares – que começam então a substituir outros eletrônicos da casa. Segundo as pesquisas mencionadas anteriormente, em um top 3 dos presentes mais comprados estão:

  • roupas, sapatos e acessórios com (33%),
  • celulares com (22%),
  • perfumes e cosméticos (16%)