Fique de olho nestes indicadores de estoque e evite que sua loja fique sem produtos

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 LinkedIn 0 0 Flares ×

indicadores logistica e1555433416932 Fique de olho nestes indicadores de estoque e evite que sua loja fique sem produtos

Existe algo pior que um cliente chegar em sua loja a procura de um produto e descobrir que ele está em falta?

Na verdade, isso é inaceitável para um bom varejista!

Acontece? Sim, acontece. Mas deve ser evitado a todo custo. Afinal, isso afeta até seu desempenho em vendas!

Sabe qual a melhor maneira de não permitir que isso ocorra? Usando indicadores de desempenho, KPIs de logística para acompanhar como está o seu estoque.

Neste post você vai conhecer alguns indicadores de estoque que vão ajudar você a manter seu varejo sempre muito bem abastecido.

Confira e aprenda como planejar um estoque.

7 indicadores de estoque para não perder vendas nem ter custos de estocagem excessivos

Conhecer a situação de seu estoque na palma de sua mão é o ideal. Porém, calcular todos esses indicadores “na mão” pode ser complicado.

Por isso, use a tecnologia empresarial, na forma de ferramentas de TI, para ter acesso a números confiáveis e precisos.

1- Giro de estoque

Um dos mais conhecidos indicadores de estoque. Por meio dele é possível perceber quanto tempo um lote de produtos demora para ser comercializado e sair totalmente do estoque.

Evidentemente, quanto menor for o período de estocagem (sem que haja falta de produtos para venda), melhor para o varejista, porque os custos da empresa serão menores.

2- Cobertura de estoque

A cobertura de estoque é um indicador de logística que mede por quanto tempo seu estoque será suficiente para abastecer sua loja.

Se você tem uma previsão de vendas bem feita, é só comparar a quantidade estocada com essa previsão para saber por quanto tempo sua loja ficará coberta.

Mas, como vimos no indicador de estoque anterior, nem sempre é interessante manter estoques por muito tempo.

Além do custo de estocagem, pode haver problemas de perdas, seja por danos no manuseio, por expiração da data de validade e até por desvios.

3- Tempo de reposição

Um outro indicador de desempenho logístico que vai ajudar você a calcular a cobertura de estoque e o giro ideal é o tempo de reposição.

Digamos que você note que um determinado produto está faltando no estoque. Quanto tempo vai levar até ele chegar?

Conhecer essa indicador de estoque é fundamental para fazer seus pedidos a tempo de manter o estoque abastecido e evitar a perda de vendas.

4- Utilização de capacidade

Sua área de estocagem tem uma capacidade máxima. O ideal é que esteja sempre bem aproveitada, com poucos espaços disponíveis, apenas para permitir a movimentação dos lotes.

Ter um armazém enorme subaproveitado só trará despesas desnecessárias para a empresa.

Por isso, conhecer a taxa de utilização de capacidade ajudará a administrar seu varejo com mais eficiência e produtividade.

5- Quebra de vendas

Qual a porcentagem de vendas não realizadas por falta do produto em relação às vendas totais? Quanto isso significa em valores não vendidos?

Esse indicador de logística não ajuda apenas a perceber o dinheiro que deixou de entrar no caixa, mas é um alerta também para a insatisfação dos clientes.

Ninguém gosta de procurar algo que deseja e não encontrar. Fique atento para isso!

Caso contrário, seu ponto de venda pode começar a ficar conhecido pela falta de produtos. E se essa fama pegar, vai ser bem difícil de reverter esse quadro.

DICA: prateleiras vazias espantam clientes!

6- Índice de estoque indisponível

Imagine que você trabalhe com um item delicado e que tem um alto giro. Digamos que você tem uma loja de doces e está se estocando com ovos de Páscoa, para atender a essa data especial do comércio.

Faz suas previsões de vendas e decide comprar, vamos supor, mil ovos de chocolate.

Acontece que por ser um produto delicado, seus funcionários acabaram quebrando alguns, ao deixar caixas cair no chão.

Além disso, devido ao empilhamento excessivo, todas as caixas debaixo das pilhas tiverem seus ovos de chocolate amassados.

Por fim, o calor tratou de derreter e deformar mais uma parte dos ovos.

No final das contas, quase 300 ovos estavam indisponíveis para a venda.

Esse é um custo enorme e inaceitável para qualquer varejista. Ainda mais de um produto de alta margem, como costumam ser os ovos de páscoa.

Por isso, treine sua equipe e mantenha instalações adequadas para a estocagem de seus produtos.

Só assim seu índice de estoque indisponível será baixo.

7- Taxa de retorno de estoque

Além dos motivos acima, outras causas podem fazer que alguns itens de seu estoque retorne à origem. Trocas de mercadoria, vencimento e passagem da data sazonal, por exemplo.

O retorno de estoque gera custos não apenas pela perda de vendas, tempo e área de estocagem usada, mas também há os custos de transporte da logística reversa.

Essa taxa deve ser sempre a menor possível.

Você conhecia todos esses indicadores de estoque? Já usa alguns deles? Se não, pense em adotar algum tipo de controle de seu estoque. Caso contrário, seu varejo pode enfrentar sérias dificuldades!

Este post foi escrito pela equipe da Siteware, uma empresa que une pessoas, operação e estratégia em um único software, para que as empresas melhorem seus resultados, sua comunicação e sua governança.